Praia do Forte

A Bahia é um Estado que possui muitas belezas naturais e com muita diversidade, e um dos principais destinos litorâneos mais procurados por quem visita as terras baianas está a Praia do Forte, que é um pequeno município de Mata de São João, a apenas 50 km de distância da capital Salvador, facilitando a visita de muitos soteropolitanos em finais de semana e feriados, além de turistas de todo o país e estrangeiros durante todo o ano que desembarcam no aeroporto de Salvador.   

    

Como chegar 

De Avião: via Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, na capital baiana, é só seguir a Estrada do Coco para chegar em Mata de São João, sentido litoral norte. O percurso pode ser feito de carro ou de ônibus sem maiores problemas, já que a rodovia é bem conservada. 

De Carro: Também é possível acessar a Praia do Forte através de Aracaju, no Sergipe, distante pouco mais de 200 km e três horas dirigindo.

 

A melhor época para ir

O Litoral da Bahia faz sol praticamente o ano inteiro e na Praia do Forte não seria diferente, mas você pode evitar a visita entre maio e julho – época mais chuvosa na região. Fora esses meses, o visitante pode escolher qualquer data com tranquilidade, porque vai encontrar tempo bom quase sempre. 

  

Praia do Forte - Passeios

São 12 km de praias (com direito a tudo que o mar da Bahia oferece) e mais diversas opções de ecoturismo, o visitante que se aventura nesse recanto cheio de charme não vai se arrepender. 

Existem muitas atrações na Praia do Forte, mesmo que Mata de São João seja pequena e tenha menos de 50 mil habitantes. O turismo é o que movimenta a região o ano todo, o Vilarejo sempre foi uma vila de pescadores – como parece ser o caso da maioria dos principais paraísos litorâneos do Brasil.

  

14 Km de Praias

Apesar do nome no singular, o turista pode visitar até seis praias diferentes distribuídas em 14 km de litoral enquanto estiver na Praia do Forte. Em toda a região, a vegetação que domina é a de coqueirais, fazendo com que seja conhecida como a Costa dos Coqueiros. A infraestrutura costuma ser boa, mesmo com o tamanho reduzido da vila, apresentando boas opções de hospedagem, aqui com destaque principal a Pousada Tia Helena.

  

Projeto Tamar e outros passeios

O Tamar se dedica a pesquisar, proteger e divulgar cinco espécies de tartaruga ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda, tartaruga-de-pente, tartaruga-verde, tartaruga-oliva e tartaruga-de-couro. O Centro de Visitantes do projeto em Praia do Forte é o primeiro e maior em todo o Brasil.     

Outro projeto que atrai muito interesse presente na Praia do Forte é o Instituto Baleia Jubarte. O centro é usado para estudar o mamífero e seu comportamento. Além disso, promove o turismo de observação das baleias, que chegam ao litoral baiano entre julho e outubro. No local ainda existe um esqueleto completo do animal e miniaturas, e mais vídeos e palestras para assistir e aprender.

Mais ao sul fica a Reserva Ecológica da Sapiranga, destinada àqueles que procuram turismo de aventura com suas trilhas e passeios de bicicleta, cavalo ou quadriciclo cercados pela beleza da Mata Atlântica quase intocada. Neles, é possível observar toda a vegetação nativa em meio a 600 hectares de floresta. Ideal para fugir um pouquinho da praia.

Outra alternativa fora da areia e do mar, e bem próxima ao centro da vila, é passear de canoa na Lagoa Timeantube. O tour dura menos de duas horas e é ótimo para observar os pássaros nativos do norte da Bahia, de preferência com o sol nascendo ou se pondo para garantir um visual incrível enquanto se rema.

 

O Castelo e a Vila

Um dos principais pontos turísticos de Mata de São João é a Casa da Torre de Garcia D’Ávila, a primeira fortificação portuguesa no Brasil, sendo considerado o castelo medieval do país. O nome foi dado em homenagem ao braço-direito do governador-geral Thomé de Souza, que foi quem começou a construir o castelo ainda no Século 16. A fortaleza foi usada até meados dos anos 1800 como forma de defesa para a região. As ruínas, que ficam a 3 km da vila, foram transformadas em museu e são muito visitadas, um prato cheio para quem gosta de turismo histórico e cultural.

 

  

A Vila de Praia do Forte

A Vila da Praia do Forte em si é bastante charmosa e concentra lojinhas para quem quer comprar lembranças. Ou ainda bares e restaurantes para beber e comer depois de um cansativo dia de sol na praia. Para quem gosta da vida noturna, o melhor mesmo é escolher um dos muitos barzinhos no meio do agito, principalmente na Avenida ACM, e parar para tomar uma cerveja ou caipirinha curtindo o clima de verão e litoral. Ainda existem boates na rua principal para quem prefere mais agitação.

A vila é um passeio a parte, é muito agradável passear pela vila, e um passeio bom para todos os públicos, seja para fazer compras ou para apenas curtir o clima rústico do local, vale a pena caminhar pelo centrinho de dia ou de noite, na Alameda badalada principal e pelas ruas estreitas onde moram os nativos, são dois mundos!

A noite é linda, é possível ver bem as estrelas, inclusive ir perto da igrejinha parece que o céu fica ainda mais bonito, como na Praia do Forte  não existem grandes edifícios e muita iluminação nas redondezas o céu é realmente lindooooo!

Venha curtir a Praia do Forte de dia ou de noite o importante é aproveitar!

 

Estamos te esperando 

Equipe Pousada Tia Helena